Proadess 2

Sábado, 20 de Setembro de 2014.

Sistema de avaliação da qualidade da água, saúde e saneamento

      O Instituto de Comunicação e Informação Científica e Tecnológica em Saúde (ICICT) da Fiocruz, em parceria com a Coordenação Geral de Vigilância em Saúde Ambiental (CGVAM) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), do Ministério da Saúde (MS), desenvolveu a aplicação do Atlas Água Brasil, um sistema digital de visualização e análise de indicadores sobre a qualidade da água, saneamento e saúde. Esse Atlas colabora no entendimento da situação da água usada para consumo humano no país, estimulando o debate sobre a qualidade e cobertura dos serviços de saneamento básico e saúde.

      Os resultados desse estudo estão acessíveis para a sociedade civil, técnicos de vigilância em saúde e gestores interessados no tema. O Atlas serve, portanto, para elaborar diagnósticos locais e nacionais dos problemas relacionados à qualidade da água, saúde e saneamento e auxiliar gestores e cidadãos na formulação de políticas públicas voltadas para estas questões. A integração desses dados é inédita no Brasil.

      Os objetivos desse Atlas são: Reunir um conjunto de indicadores e dados sobre condições de saúde, água e saneamento básico no Brasil para através da produção de mapas temáticos; Retratar as condições dos sistemas de saneamento, da qualidade da água e das doenças de veiculação hídrica nos municípios brasileiros, permitindo o fornecimento de informações geográficas relevantes e contextualizadas indispensáveis à análise do controle e monitoramento da qualidade da água consumida e dos riscos relacionados às condições gerais de saneamento; Possibilitar o uso dessas informações pelos gestores, como uma forma de minimizar os riscos à população e elaborar políticas públicas para o saneamento e recursos hídricos, fornecendo informações aos interessados na questão, seja a sociedade civil ou órgãos de governo.

- Reunir um conjunto de indicadores e dados sobre condições de saúde, qualidade da água e saneamento básico no Brasil;

- Retratar as condições dos sistemas de saneamento, da qualidade da água e das doenças de veiculação hídrica nos municípios brasileiros, por meio da produção de mapas temáticos, tabelas e gráficos, oferecendo informações geográficas indispensáveis à análise do controle e monitoramento da qualidade da água consumida e dos riscos relacionados às condições gerais de saneamento;

- Possibilitar o uso dessas informações pelos gestores públicos, como uma forma de minimizar os riscos à saúde da população a partir da elaboração de políticas públicas para o saneamento e recursos hídricos, fornecendo informações aos interessados na questão, sejam estes pertencentes à sociedade civil ou órgãos de governo. Isto é possível devido a otimização dos gastos dos recursos públicos, já que, com esta ferramenta é possível identificar com mais sensibilidade os municípios, que necessitam de mais recursos em determinada área.

      Um Atlas com estas informações pretende unir esforços de agências e de cidadãos na melhoria das condições de saúde e saneamento no Brasil. Nesse sentido, é fundamental que a população se aproprie destas informações de forma a pressionar o poder público na formulação e implementação de políticas públicas voltadas para estes temas.

Seja bem vindo!